terça-feira, 31 de janeiro de 2012

                                                                    



DONA IRACI SERÁ HOMENAGEADA DO CARNAVAL 2012 DE SALGUEIRO



Ela perdeu a conta de quantos carnavais subiu e desceu a ladeira do chalé do Coronel Veremundo Soares,quanta felicidade,quantas vezes vestiu-se de alegria e fantasias nos carnavais de clube da cidade que escolheu para viver ha 56 anos, carrega consigo a grata certeza que nada se perdeu no tempo e justa será a homenagem  prestada pela prefeitura de Salgueiro a foliã Iraci Gomes da Costa Marques,que nasceu em Nova Olinda,no Sertão do Cariri Cearense. Aos 79 anos a aposentada sabe que ainda estão rolando os dados,porque o tempo não para.Ela  é integrante ativa de um grupo da terceira idade da comunidade e exemplo de dedicação,dona Iraci se tornou,em dezembro do ano passado, a mais velha pedagoga já formada pela faculdade de Ciências Humana do Sertão Central .Já é quase carnaval,resta  sorrir da tristeza que passa. Viva Dona Iraci,Salve o tempo folião.  

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

                                                              fb21efea8c8d43f52feec0230df0f205.jpg



100 CARNAVAIS DO CLUBE VASSOURINHAS DE OLINDA

O Clube Carnavalesco Misto Vassourinhas de Olinda,comemora  100 carnavais este ano e trás programação especial para os foliões da velha Marim dos Caetés. No domingo de carnaval a agremiação faz sua saída oficial da sua sede no Largo do Amparo e percorre as ruas do sitio histórico de Olinda. O Clube Vassourinha vai encerrar a folia  na terça-feira(21),data real do aniversário,o Vassourinha de Olinda vai encontrar com o já centenário  Vassourinha da Cidade do Recife, em frente à Prefeitura de Olinda. O famoso clube de frevo,diferentemente das troças que investem mais na qualidade dos instrumentos musicais,primam mais pela beleza das  fantasias e estandartes. 


domingo, 29 de janeiro de 2012

                                                 
                                         


      MORRE AOS 98 ANOS  A EX CANGACEIRA ARISTÉIA  SOARES



    Aristéia Soares de Lima,lá estava  escrito no prontuário do Hospital Nair Alves de Souza,com  registro de óbito marcando às13:00h ,daquela inicio de tarde quente ,do sábado, dia 28 de janeiro,em  Paulo Afonso,no Raso da Catarina, no sertão baiano. Pontificando a história de uma das última remanescente do cangaço. Ela estava internada desde  segunda-feira,dia 23,com complicaçõe estomacais. Aristéia ,vivia com os filhos em Delmiro Gouveia,sertão de Alagoas. Desde o fim do cangaço,ela viveu durante décadas  no anonimato,tentando ocultar o fato de  ter pertencido aos quadros do cangaço,conduta comum entre os ex cangaceiros.Ela foiredescoberta em 2007,durante pesquisa do historiador e especialista em cangaço,João de Souza Lima. De memória privilegiada,Aristéia relembrava do seu tempo de cangaceira com riqueza de detalhes  impressionante. Falava muito da amiga Durvinha e Moreno que era o lider do grupo em que ela pertencia. Nunca viu Lampião e Maria Bonita que depois,conheceu por fotografia. Conforme João de Souza Lima, " só existiam vivas duas mulheres cangaceiras: Aristéia e DulceMenezes,que reside em Campinas,São Paulo. Com a morte de Aristéia,fica apenas Dulce a mulher que viveu as agruras daquele dificil período da história do Nordeste do país e ainda pode contar esta história. O corpo foi sepultado no capiá da igrejinha,em Canapi(AL),neste domingo,29 de janeiro de 2012. 

Juraildes da Cruz - Meninos - ao vivo

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

                                                          Dona Zilda




                             OS DRAMAS DE DONA ZILDA


 Zilda Eduardo Nascimento é mestre dos dramas(pequenas encenações          com diálogos cantados sobre motivos líricos ou cômicos,interpretadas geralmente por mulheres e crianças )  que compõe desde a infância em Guramiranga,na serra do Baturité,no estado do Ceará,onde nasceu em 2 de abril de 1927. Segundo ela,já fez drama até por encomenda para alegrar festas de igreja,noites de domingo,acontecimentos cívicos e políticos. Quando Guaramiranga ainda não conhecia  o teatro,Dona Zilda encarregou-se de formar platéia para suas noitadas de dramas. Foi do grupo de Dona Zilda que surgiram as pessoas que fundaram o primeiro grupo de teatro de Guaramiranga,o Gangalha. Um dos maiores tesouros da cultura de Guaramiranga é o "Caderno de Dramas" que Dona Zilda organizou para registrar seus conhecimentos e garantir que as pessoas mais jovens conheçam seus dramas.  

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

       

                         REC-BEAT DE CARNAVAL




                             PROGRAMAÇÃO




                                                           SÁBADO -18/02


                                                              *  EL GUINCHO(ESPANHA)
                                                              *  SIBA (PE)
                                                              *  GANG DO ELETRO(PA)
                                                              *  TIBÉRIO AZUL (PA)
                                                              *  STANK (DJ DOLORES E YURI QUEIROGA)  
                             
     
                                          DOMINGO - 19/02

                                         * SISTEMA SOLAR (COLÔMBIA)
                                         * TONY TORNADO (SP)
                                         * SILVER  APPLES (EUA)
                                         *  SANY PITBULL (RJ)
                                         *  ZÉ BROWN (PE)
                                         *  EMBUÁS ( PE ) 
                                         *  DJ  na abertura e intervalos entre bandas 



  SEGUNDA -  20/02


*  BIXIGA 70 (SP)
*  LIRINHA (PE)
*  AGRIDOCE (BA)
*  OY - JOY FREMPONG ( SUIÇA)
*  RUMBAMA (PE)
*  DJ na abertura e intervalos entre bandas
                                                     *  REC BITINHO
                                                     *  GIULLARI DEL DIAVOLO (ITÁLIA) 
                                                     *  FADAS MAGRINHAS (PE )     
                                       
                     

      TERÇA  - 21/02

            *  CRIOLO (SP)
            *  DONA ONETE E CONVIDADOS (PA)
            *  YUSA (CUBA )
            *  CIBELLE (SP)
            *  LUCAS E ORQUESTRA DOS PRAZERS (PE)
            *  DJ na abertura e intervalos entre bandas 


                   


   FESTIVAL  REC-BEAT  CARNAVAL
   CAIS DA ALFANDEGA - RECIFE ANTIGO
   RECIFE            -     PERNAMBUCO



quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

                                        



                      POETA  PEDRO   BANDEIRA 


Ele nasceu no Sitio Riacho BoaVista,em São José de Piranhas,No sertão paraibano,no dia 1º de maio de 1938.Filho da Poetisa Maria Bandeira de França e Tobias Pereira Caldas.Neto materno do famoso cantador  Manoel Galdino Bandeira, de quem herdou  o talento repentista.Bandeira já fazia versos aos 6 anos de idade,aos 17 tornou-se cantador profissional,apreciado e aplaudido por quantos o ouvissem,vez que os improvisos,nas várias modalidades tradicionais da poesia popular:martelo agalopado,mourão,galope alagoano,gemedeira ,quadrão etc,jorravam-lhe da boca aos borbotões.Até então permanecera no sitio onde virou a luz do dia,transferindo-se para a vizinha cidade de Cajazeiras,donde,em 1961,mudou-se para Juazeiro do Norte,fixando residência. Cantador profissional 56 anos,cordelista e escritor,autor de mais de mil folhetos e centenas de poemas,com dez livros publicados e  seis LP's gravados; pertence Pedro Bandeira  a várias sociedades culturais ,filantrópicas e recreativas,entre elas a Associação dos Violeiros Poetas Populares e Folcloristas do Cariri (AVPPFC),da qual é fundador,É portador de dezenas de diplomas,medalhas de mérito,co 162 troféus de 1º lugar em Festivais ocorrido em todo Brasil. Radialista profissional,com programa diário,apresenta  um programa de televisão e tem um auditório próprio em Juazeiro do Norte. Tornou-se hoje ,o poeta popular mais citado pela imprensa escrita,falada e televisionada. Pedro Bandeira-Príncipe dos poetas populares do Nordeste.Licenciado em Letras Classicas pela Faculdade de Filosofia do Crato,Bacharel em Direito e em Teologia.Pedro Bandeira  cantou para o Papa João Paulo II,Castelo Branco ,Costa e Silva e tantas outras autoridades. Elogiado e citado por Jorge Amado ,José Américo de Almeida e Câmara Cascudo. Cantou em Portugal  com Geraldo Amâncio onde fez várias apresentações,inclusive  para o Primeiro Ministro Mário Soares no Palácio do Governo. É um orador diserto,palavra fácil e sonorizada.Eleito vereador em duas Lesgislatura em Juazeiro do Norte. Pedro Bandeira  ao lado de Luiz Gonzaga e do Padre João Cancio foi fundador da missa do Vaqueiro,em Serrita,no Sertão Pernambucano. Ele tem músicas gravadas porFagner,Luiz Gonzaga,Alcimar Monteiro,Luiz Vieira,Trio Nordestino e outro astro da MPB. Foi prefaciado por Padre Vieira,foi apresentado ao Brasil pelas mãos de Carlos Drumonnd de Andrade,em crônica publicada no Jornal do Brasil.A velha casa dos Bandeiras no Sitio Boa Vista em São José de Piranhas,foi um verdadeiro celeiro de poetas e cantadores para a cultura popular, foi de lá que veio ao mundo os poetas Daudeth Bandeira,João e Pedro Bandeira.                

      
                                                                        




                       O SILÊNCIO DO TOM




       Ha 85 anos,nascia no bairro da Tijuca,no  Rio de janeiro,Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim. 
Tom mudou-se com a familia no ano seguinte para Ipanema,onde foi criado.A ausência do pai,Jorge de Oliveira Jobim,durante a infância e adolescência lhe impôs um contido ressentimento,desenvolvendo no maestro uma profunda relação com a tristeza e o romantismo melódico,transferido peculiar para construções harmônica e melódicas. Aprendeu a tocar violão e piano em aulas,entre outros,com o professor alemão Hans-Joachim Koellreuter,introdutor da técnica dodecafônica no Brasil. Tom Jobim era Maestro,compositor,arranjador ,pianista,cantor e violonista. É considerado o maior expoente de todos os tempos da música brasileira pela revista Rolling Stones, e um dos criadores do movimento da bossa nova. É praticamente uma unanimidade entre críticos e público em termos de qualidade e sofisticação musical. Com o seu desaparecimento em 8 de dezembro de 1994,aos  67 anos de idade,numa  fria manhã de Nova Iorque, hoje, da distancia dos dias percebemos que a orfandade da Música Popular Brasileira é real.

                      

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

                                                                       
O ator João Miguel em cena do filme "A Hora e a vez de Augusto Matraga"
           




 A   HORA E A VEZ DE AUGUSTO MATRAGA
                                (  O FILME )

Augusto Matraga(Leonardo Villar) é um fazendeiro beberrão e violento,criador de casos e boêmio,que não respeita  as pessoas e a  família.Sua esposa,Dinorá suporta-o pelo medo que tem da reação do marido se tentar se separar. A filha,por sua vez não consegue entender  por que o pai age dessa maneira. A mudança na vida de Matraga  vem depois de  uma emboscada que sofre por seus inimigos,acaba massacrado, dado como morto, a mulher e a filha vão embora  com Ovidio Moura,que quer Dinorá como companheira. Augusto Matraga  moribundo,é salvo por um casal de negros,que consegue o milagre de fazê-lo sobreviver aos ferimentos,e,desde então,volta-se para a religiosidade. Mas quando conhece Joãozinho Bem Bem(Jofre Soares),um jagunço famoso,este percebe nele o homem violento.Dai em diante Matraga vive o conflito entre o desejo e a vingança e sua penitência pelos erros cometidos.No final do conto,ambos morrem,mas Augusto Matraga para ter consigo a sensação do dever cumprido.A Hora e a vez de Augusto Matraga,finalmente,é uma historia de redenção e espiritualidade,uma história de conversão.
Ao longo do seu enredo o protagonista,Augusto Matraga,passa do mal ao bem,da perdição à salvação. 
A Hora e a vez de Augusto Matraga é  um grande clássico da cinematografia tupiniquim,de 1965,adaptado da obra de João Guimarães Rosa para as telas. Um filme de Roberto Santos e dirigido por Vinicius Coimbra.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

     
                                




                   SAULO LARANJEIRAS

 Um multiartista que joga nas onze posições: humorista,ator,cantor,apresentador,narrador,produtor,compositor e etc e tal. Saulo Pinto Muniz, Mineiro de Pedra Azul,cidade situada no nordeste do estado,no vale do  rio Jequitinhonha,onde nasceu em 11 de novembro de 1952. Ainda menino se interessou pela vida artística montando pequenos espetáculos,baseado no que assistia nos circos mambembe que aportavam na sua  cidade e no imaginário do garoto. No ano da graça de 1966,deixa para trás a pequena  Pedra Azul e muda-se para Belo Horizonte,onde começa a trabalhar com teatro infantil. Na década seguinte vai para o Rio de Janeiro,e começa a travar contato com o meio musical. Promove inclusive um festival de música na sua cidade natal. Em 1975 vai para Sampa, e começa a se apresentar ao lado de artistas como Dércio Marques,Zé Gomes e Dorothy Marques,com que forma o grupo Inkari. No ano de 1978,montou um centro cultural,Fulô da Laranjeira,do qual derivou seu nome artístico,Atuou como produtor e agitador cultural,montando espetáculos musicais e teatrais.Em 1985 volta para Minas Gerais,onde passa a apresentador do programa televisivo "Arrumação," sobre musica brasileira e manifestação popular. No mesmo ano lançou o primeiro disco,"Minas da Lua," logo seguido por "Jeito Sonhador" (1989),"Sal "(1994)," Fulô de Laranjeira"volume 1(1998). Também foi apesentador dos programas Raizes e Sol Nascente, em emissoras locais de Minas,São Paulo e Paraná. Atualmente participa do programa humorístico semanal  A Praça é Nossa no SBT  com o personagem "João Plenário"

domingo, 22 de janeiro de 2012

Abdias Campos - O Casamento de Maria do Mercado com o Poeta de Cordé em ...

                                                                             
                               



                           POETA   ABDIAS CAMPOS


     Abdias Campos é poeta, cordelista, violeiro, compositor e declamador. Ao longo de uma carreira de mais de 20 anos tem mergulhado na sua própria vivência de artista popular e realizado de forma contemporânea e original uma leitura do seu fazer artístico.
Com 03 CDs de música (Do Canto da Juriti ao Baque das Ondas, Pedra de Amolar e Rama), Abdias vem se dedicando, nesses últimos anos, às possibilidades da poesia popular, desde o cantar na sua característica mais rústica, à interpretação teatral dos textos da literatura de cordel, utilizando a riqueza cênica dos personagens e as tramas comumente vinculadas ao imaginário popular para representá-los na declamação. Desta experiência em 2005 gravou um CD: Literatura de Cordel – Cantada e Declamada.
Por conta do reconhecimento ao seu trabalho, Abdias Campos foi contratado pela Rede Globo em 2006 para fazer o papel do cantador violeiro, João Melchíades, na minissérie: A Pedra do Reino, de Ariano Suassuna, dirigida por Luiz Fernando Carvalho. Logo após foi também convidado para fazer a declamação do cordel narrativo do filme de animação Até o Sol Raiá, filme premiadíssimo em 2007, sendo vencedor do Animamundi.
O Mundo Maravilhoso da Poesia de Cordel já foi apresentado em diversos lugares do Brasil, inclusive em duas semanas no Rio de Janeiro, no final de 2007, pelo projeto do SESC: Território de Expressões, e em 2008 no Festival de Inverno de Garanhuns em Pernambuco.
No segundo semestre de 2008, em turnê pelo SESC de Santa Catarina, através do projeto: Viapoesia - Circuito de Espetáculos da Palavra fez 15 apresentações em cidades do Sul: Joinvile, Jaraguá do Sul, Blumenau, Brusque, Itajaí, Estreito, Florianópolis, Tubarão, Criciúma, Lages, Rio do Sul, Concórdia, São Miguel do Oeste, Xanxerê e Chapecó, com excelente repercussão junto ao público

sábado, 21 de janeiro de 2012

                         




           CLÃ BRASIL GRAVA  DVD  NO RECIFE


O grupo paraibano de João Pessoa Clã Brasil completa dez anos de estrada e celebra a efeméride com um terceiro DVD,cujas imagens são registradas no show que faz hoje,às  21h,no Teatro Luiz Mendonça,no Parque Dona Lindú,em Boa Viagem,na capital pernambucana,com entrada gratuita(aos convidados senhas disponíveis na bilheteria,a partir das16h). Quinteto Violado,Petrúcio Amorim,Maciel Melo e Luiz Calixto são os convidados do grupo formado por uma familia de músicos oriundos de Itaporanga no sertão paraíbano e que tem o compromisso de preservar a música regional e o legado de Dedé do Cantinho,tocador de fole  de oito baixos,que fez história no sertão do Piancó e avó das garotas do Clã Brasil.
                                                                             
                  Desfile Homem





      HOMEM DA MEIA NOITE 80 ANOS




Oitenta anos em três dias,um dia não será suficiente para o Homem da Meia Noite, para tanta comemoração.Por isso , a organização do clube anunciou, que  em 2012, o boneco mais famoso da cidade de Olinda percorrerá as ladeiras do  Sitio Histórico durante os três dias de Momo. Dois carros alegóricos irão acompanhar o gigante pelas ruas e ladeiras da Cidade Patrimônio da Humanidade. Quarenta anos depois o clube coloca os carros alegóricos na rua resgatando a tradição dos velhos carnavais da Marim dos Caetés. O outro icone do carnaval pernambucano,o Galo da Madrugada,também vai se unir ao festejo.A presença é uma retribuição à homenagem que o Galo vai prestar  ao Homem da Meia Noite durante o desfile oficial,no sábado de Zé Pereira. Outro homenageado do desfile de 2012,será o escritor Ariano Suassuna. Criador do Movimento Armorial,Ariano é um dos maiores influenciadores das  expressões artística do Nordeste. O  Clube de Alegória e Critica Homem da Meia Noite respira tradição e cultura e é mais do que justa  a homenagem ao artista ,que representa,como nenhum outro,as particularidades dos nossos costumes.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

                                                                            

Big Brother Brasil um programa imbecil

                                  Parafusos - Folclore - Sergipe




                                                    PARAFUSO


          Conta-se  que no tempo da escravidão,os escravos negros fugitivos saiam à noite para roubarem as anáguas das  sinhazinhas deixadas no quaradouro.Cobrindo todo corpo até o pescoço,sobrepondo peça  por peça,nas noites de lua cheia saiam pelas ruas dando pulos e rodopiando em buscada liberdade. a superstição da época contribuiu para que os senhores ficassem apavorados  com tal assombração-acreditando em almas sem cabeça e outras visagens-e não ousavam sair de casa.Após a libertação, os negros saiam pelas ruas vestidos do jeito como faziam para fugir de seus donos. Nasceram assim os Parafusos. Trajando uma sequencia de anáguas, cantarolando,pulando em movimentos torcidos e retorcido,um grupo exclusivamente de homens-representando os escravos negros-formando o grupo  folclórico "Parafuso" da cidade sergipana de Lagarto.Os instrumentos que acompanham o grupo são bombos ,acordeon e triângulo.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

                                                                                  



                    HOJE  É  DIA  DE  ALLEXA


 Com direção  do  Caruaruense Carlos Fernando,produtor dos discos da coletânea de frevo  Asas da America e eterno parceiro de Geraldo Azevedo, a cantora  baiana Allexa mostra seu novo show  Num instante o dia fica rosa,no 18º Janeiro de Grandes Espetáculos,nesta quinta,19,no Teatro Santa Isabel,na capital pernambucana. Com estilo bem contemporâneo e uma voz macia, a cantora  que nasceu na cidade de Senhor do Bonfim,região norte do estado da Bahia,consegue reuni em seu vasto repertório,além de canções próprias,obras imortalizadas por Luiz Gonzaga,Capiba,Geraldo Amaral,Caetano Veloso,Gilberto Gil,Lula Queiroga,Tom Jobim,Alceu Valença e Chico Buarque de Holanda,entre outros,traduzindo, a seu modo,influências regionais do blues,do samba e da bossa nova. 

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Trailer: Raul Seixas - O início, o fim e o meio. (O Filme)

                                                  




   O INICIO,O FIM E O MEIO(O FILME)




   Um filme biográfico,dirigido por Walter Carvalho e Eduardo Mocarzel,  produzido por Denis Feijão,com montagem de Pablo Ribeiro e roteiro de  Leonardo Gudel,depoimentos de Tom Zé,Nelson Mota,Paulo Coelho,Pedro Bial e Caetano Veloso, baseado na vida e obra do cantor e compositor baiano Raul Santos Seixas.A estréia está prevista para 23 de março de 2012.  Documentário sobre a vida e obra do maior icone do rock brazuca,desvendando suas diversas facetas,suas parcerias com o Mago Paulo Coelho e seus casamentos,por meio de imagens raras de arquivos, a fase de sucesso e principalmente tenta desvendar a enorme comunicação que suas músicas estabelecem e a legião de fãs que ele mobilizava e continua  mobilizando agora, vinte anos depois do seu desaparecimento. Raulzito morreu jovem, aos 44 anos de idade,viveu  intensamente.Pregou a contracultua,sociedade alternativa com sotaque tupininquim e o amor livre."Transou com Deus e com o lubisomem",rock'n roll,drogas, magia negra e mulheres. Um homem que queria viver de sua obra e morreu por ela. O  inicio,o fim e o meio se confundem,porque a história ainda não acabou.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012



segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

                                  Mestre Cirilo


                   
                       MESTRE CIRILO DO MANEIRO-PAU




O nome dele de pia é José Demétrio de Araújo,conhecido como Mestre Cirilo é um dos icones da cultura tradicional popular Cearense.Nasceu em 13 de agosto de 1953,na cidade do Crato,no vale do cariri,no estado do Ceará.Viveu toda vida no Crato,onde  dançou coco(Dança de trabalho de origem africana que inclui uma roda animada pela batida de um ganzá ou de um caixão ,alem de um desafio de sapateada com umbigada) brincou reisado, a dança de São Gonçalo(dança de coreografia coletiva,de caráter religioso,em devoção a São Gonçalo) e o Maneiro-Pau da Bela Vista(Maneiro-Pau é  uma dança coletiva animada por um improvisador de repentes ao som de um pandeiro,que mimetiza um combate travado entre caboclos,utilizando cacetes),antiga Vila Padre Cicero. Além de pertencer a um grupo de Maneiro-Pau formado por adultos,que é referência no estado,Mestre Cirilo também mantém um grupo infantil, o que mostra seu comprometimento e espirito de preservação e transmissão dos conhecimentos às  novas gerações de brincantes do cariri. 



    

domingo, 8 de janeiro de 2012

                                       



                                          AVANTE, SIBA VELOSO




   Produzido por ele e por Fernando Catatau,o novo CD Avante de Siba,acaba de sair do forno. O álbum com onze faixas, promete mudanças na linha,digamos,folk,de Siba,que empunhou  uma moderna guitarra em troca da   rabeca construída pelos canavieiros da zona da mata norte de pernambuco.Nove músicas  são inéditas,mais gravações em nova roupagem de A bagaceira e Canoa furada,ambas gravadas com a Fuloresta do Samba.A tragetória desse recifense é marcada por movimentos de ciranda.No inicio da carreira,gravou um trabalho com Silvério Pessoa. Com o extinto grupo Mestre Ambrósio,trouxe o forró pé de calçada eletrificado e rabecado. Se mandou para Sampa com a banda,ganhou a Europa.SergioVeloso(Si
ba),então,voltou para a Zona da Mata Norte,para conviver com a turma da Fuloresta do Samba.A onda da ciranda agora lhe devolve para a terra da garôa,pra cometer um belo trabalho chamado Avante.                                                        




  

sábado, 7 de janeiro de 2012

                                                                




                      POETA ZÉ DA LUZ


 Um alfaiate de oficio que vestiu sua poesia de ritmo e melodia.Veio ao mundo como Severino  de Andrade Silva,Conterrâneo  de Sivuca e do poeta e declamador Jessier Quirino,nasceu no dia 29,durante as águas de março de 1904, na cidade de Itabaiana,no agreste da paraíba. Ele é o criador e criatura do personagem Poeta Zé da Luz. Alcunha de guerra e poesia,nome dado pela terra aos que nascem Josés e,também,aos    Severinos, que se não for Biu  é seu Zé. Seus poemas tem a cor da terra árida,o sabor e o  cheiro do sertão nordestino."As vezes trágico,às vezes humorado,às vezes safados." Quase sempre telúrico como a luz do sol do agreste. Sua poesia de linguagem matuta chegou as feiras,aos roçados e arruados,está na boca do povo,de que tomou emprestado a voz,para dividi-la em forma de rima e verso. Zé da Luz,faleceu longe do seu torrão natal,em 12 de fevereiro de 1905,na cidade do Rio de Janeiro no então estado da Guanabara,deixando um legado de poesia matuta para a cultura popular.

Paulo Gabiru

                                                                               


SALVE A VIOLA DE PAULO GABIRU


Na hora imprecisa da tarde a música de Paulo Gabiru nos provoca uma confissão:dificil esquecer o chão da primeira infância. A paisagem que sua música nos revela é agreste,ou seja,uma região de extremos.Sol causticante e rio cada vez menos caudaloso da nossa aldeia,mais precisamente o médio São Francisco.Morro de romarias e rios de incertezas.E saliento que  essa paisagem é provocada  pela própria  música e aqui quero pensá-la  sem as letras incisivas suas e com parceiros.Falo do compositor. O músico autodidata que ele é  executando com singularidade suas composições aliada a uma sensibilidade  autêntica.Há momentos em que o seu cancioneiro pendula entre a canção de motivo amoroso e acordes viscerais. Não há como fixar o homem Paulo Gabiru em palavras.Ele é o exemplo maior de  persona médio São fransciscana que se conta em fala,gesto,vivência e violão.O músico,e digo em sentido  profundo,torna-se inseparável do instrumento,é o caso dele.Caro ouvinte,o convite está feito.Assim descreveu o Poeta baiano João Filho,de Bom Jesus da Lapa,cidade ribeirinha do médio São Francisco, lugar onde o paulista Gabiru escolheu para viver,trocando as águas salgadas do mar da baixada santista pelo doce sabor de viver no rio São Francisco. Na meca dos sertanejos,ele se identificou com a cultural e com o povo barranqueiro e como um pescador tira do "Velho Chico"  o
seu sustento,através das canções e da poesia.  Grande violeiro,segundo Wilson Aragão ,ele é uma das melhores violas do país. De voz suave,e assim reflete nas canções  um lirismo
que transmiti mansidão,mesmo com um tema triste.Ele tem três Cds gravados: Beradeiro,Renascença e     Nobre Barranqueiro. Como tantos outros talentos da Música Popular Brasileira,ainda não aconteceu o reconhecimento deste  músico genial.Mas toda moda é remédio pro seus desenganos, e assim ele vai tocando essa vida marvada.



sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

                                Divulgação


                                    SEU  LUIZ  PAIXÃO


                         O rabequeiro"Seu Luiz Paixão" vem de uma família de músicos,de Aliança,cidade situada na Zona da Mata Pernambucana,dominando o Maracatú Rural(baque-solto),a ciranda,cavalo-marinho e o forró como convém a todos os grandes mestres. A partir dos anos 90, a arte de Seu Luiz Paixão chegou aos grandes centros urbanos,e a partir dai tem participado de dezenas de  projetos,no recife,pelo país a fora e no exterior,onde tem viajado constantemente. Desde 2001 Seu Luiz Paixão toca com o grupo da cantora paulista Renata Rosa,que aprendeu com este cortador de cana  a arte  da rabeca. Seu primeiro CD com Renata Rosa,zunido da mata,foi  amplamente elogiado,recebendo,inclusive,premiações internacionais.seu Luiz Paixão,gravou,em 2005,seu primeiro disco solo "Pimenta com Pitú," lançado na Europa pelo selo Outro Brasil. Seu Luiz Paixão tem participações em dezenas de coletâneas e discos, entre os quais  o extinto grupo Mestre  Ambrósio,e dos   cantores Lula Queiroga  e Nicolas  Krassic.   

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

                                                                     


HOJE É DIA DO SANTO REIS

Dia 6 de Janeiro,é dia de Reis,uma tradição cristã que surgiu com a visita dos três Reis Magos ao recém nascido Jesus, nesta data. Esta tradição européia é mantida com a louvação de reis em diversos pontos do país.A história conta que cada um dos Reis Magos saiu de sua localidade de origem,ao contrário do que pensamos-que viajaram juntos. Baltazar,saiu da África, levando mirra para o menino,um presente ofertado aos profetas.A mirra é um arbusto originário deste continente,onde é extraída uma resina para preparação de medicamentos. O presente do Rei Gaspar,que partiu da India,o incenso, como alusão à sua divindade.Os incensos são queimados há milhões de anos para aromatizar os ambientes,espantando insetos e energias negativas,além de representar a fé ,a espiritualidade. Melchior ou Belchior,partiu da Europa,levando ouro ao Messias,rei dos reis,o ouro simbolizava a nobreza e era oferecido somente aos Deuses. A folia de Reis é de origem portuguesa e foi trazida por esses povos durante a colonização e aqui  ganhou características próprias,tornando numa manifestação de rara beleza,fechando o ciclo do Natal.
Folia de Reis  Minas Gerais-Brasil

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012


Alceu Valença, João da Costa e José Cláudio. Imagem: Prefeitura do Recife/ Divulgação
Alceu Valença, João da Costa e José Cláudio. Imagem: Prefeitura do Recife/ DivulgaçãoAlceu Valença, João da Costa e José Cláudio. Imagem: Prefeitura do Recife/ Divulgação                                                                                                                 
                                        Alceu Valença,João da Costa(Prefeito do Recife) e José Claúdio



JOSÉ CLAÚDIO  É HOMENAGEADO NO CARNAVAL DO RECIFE


O artista  plástico José Claúdio da Silva,de 79 anos ,natural de Ipojuca,cidade do Grande Recife,é  um dos homenageados do Carnaval Multicultural do Recife.Famoso por retratar nas suas obras o carnaval, a natureza , as mulheres e as questões sociais, o artista  plástico ganhou fama nacional na década de 50,quando começou a ganhar prêmios.José Claudio chegou ao universo das tintas e pincéis a partir da literatura. Também foi diagramador do extinto Diário da Noite,do Recife,onde editava a coluna da critica de arte Ladjane Bandeira. Até o dia que ela pediu que o próprio cuidasse do texto.Em 1952,deixou a faculdade de Direito para ingressar no atelier coletivo,dirigido por  Abelardo da Hora.Considerado um dos maiores representantes da arte contemporânea brasileira,Zé Claúdio é lembrado como responsável pela retomada da paisagem na pintura,depois de integrar uma expedição à Amazônia,em 1975,acompanhando cientistas e o músico PauloVanzoline. Pintou 100 óleos sobre telas documentando a viagem. Um acervo que foi adquirido pelo governo de São Paulo e que fica em sua sede,o palácio dos Bandeirantes. A chegada a Olinda,onde mora no Sitio dos Padres,teve relação com a asma de Mané Tatu,seu filho,que na época tinha 6 anos. O médico pediu que a família  fosse morar numa praia. A esposa do artista,a bibliotecária Leonice Ferreira,conseguiu uma casa no bairro de Casa Caiada. A primeira paisagem pintada por ele já contemplava a beleza de Olinda. Era um quadrinho pequeno,capturando o ar bucólico da pracinha do Bonfim daquele tempo. Foi comprado por Renato Carneiro Campos.